Um mês depois, solidariedade continua fazendo diferença no recomeço de vida das vítimas do incêndio

Um mês após o incêndio no bairro Educandos, zona Sul, a solidariedade manauara continua fazendo a diferença no recomeço da vida das mais de 700 famílias afetadas pela tragédia em 17 de dezembro do ano passado. Desde as primeiras horas do ocorrido, a Prefeitura de Manaus trabalha para amenizar a dor de centenas de pessoas com o envolvimento de praticamente todos os órgãos do município. Coordenando os trabalhos, o prefeito Arthur Virgílio Neto e a presidente do Fundo Manaus Solidária, primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, determinaram total atenção às famílias.

Até esta quarta-feira, 16/1, foram arrecadadas mais de 162 toneladas de alimentos, dez mil kits de higiene, mais de 22 mil kits de roupas, entre adulto e infantil, mais de sete mil pares de sapatos, quase 19 mil pacotes de fraldas e 789 móveis e eletrodomésticos, que estão armazenados na Central de Doações (na Casa Militar) e na Subsecretaria de Infraestrutura e Logística da Secretaria Municipal de Educação (Semed). Além das famílias cadastradas, os animais domésticos também foram acolhidos com atendimentos veterinários, ração e medicamentos.

Montada imediatamente após o incêndio na Casa Militar da Prefeitura de Manaus, na zona Oeste, a Central de Doações continua atuando no recebimento, triagem dos donativos e montagem e distribuição dos kits levados às famílias. Todo o auxílio prestado às vítimas faz parte da Campanha #ManausSolidária, resultando na força-tarefa integrada por servidores municipais, voluntários e, principalmente, com a significativa colaboração da população e de mais de 60 instituições e empresas parceiras.

“A solidariedade do povo manauara foi e continua sendo gigante. Eu nunca vi uma mobilização aqui como esta, grandiosa, envolvendo tantas pessoas e empresas. Não vamos descansar até que todas estas pessoas sejam encaminhadas. Continuamos acompanhando os trabalhos na Central de Doações, conversando com as famílias, vendo suas necessidades”, explicou o prefeito Arthur Virgílio Neto.

A presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro, ressaltou o cuidado dos voluntários e servidores que se dedicam ao trabalho de separação e organização dos kits destinados às famílias. “A Casa Militar se transformou para receber as doações. Os voluntários e servidores que lá estão até hoje, os bolsistas também, todos atuam com tanto carinho. É gratificante perceber o quão as pessoas foram tocadas por este sentimento tão nobre de solidariedade”, destacou.

Os itens que chegam diariamente na Central de Doações são identificados, organizados e separados pelos voluntários. Alguns deles são beneficiários do Programa Bolsa Universidade, ofertado pela Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad). Depois de contemplados no programa, os estudantes assumem o compromisso de participar, em contrapartida, de projetos socioeducacionais, ambientais e culturais de interesse da cidade de Manaus.

Ao todo, 71 bolsistas contribuem com o trabalho de triagem. Sendo 35 no período da manhã, das 8h às 12h, e 36 na parte da tarde, das 13h às 17h. Os voluntários trabalham com o sentimento de solidariedade e amor ao próximo.

“Mesmo de forma simples, é gratificante ajudar na separação do que será utilizado por essas famílias. Independentemente de estarmos aqui por meio do programa, o que importa é poder doar um pouco do meu tempo e atenção. Eu só precisava vir três dias na semana, mas optei por vir cinco. É algo que faz a gente se sentir mais humano”, disse a estudante de Enfermagem, bolsista Thalita de Souza, 20.

Envolvidas também nessa força-tarefa, estão pessoas como Ronei Chaves, 18, voluntário da Igreja Batista do Sétimo Dia. “Nossa igreja nos pediu voluntários e, para mim, está sendo muito bom poder estar aqui ajudando as pessoas. Eu não posso dizer como elas estão se sentindo diante de tudo que viveram, mas meu sentimento é de felicidade em estar ajudando, fazendo a minha parte”, afirmou.

Todas as doações que chegam até a Central são contabilizadas e atualizadas no site do Fundo Manaus Solidária (www.manaussolidaria.org), onde qualquer cidadão pode conferir a quantidade dos itens e kits doados, assim como as empresas doadoras.

 

Auxílio Aluguel

Na última sexta-feira, 11/1, a Prefeitura de Manaus liberou a ordem de pagamento do Auxílio Aluguel no valor de R$ 300, pelo período de seis meses, podendo ser prorrogado por mais seis meses, de acordo com a Lei Municipal nº 1.666, de 25 de abril de 2012.

A fim de combater fraudes durante o cadastramento do benefício, as mais de 700 famílias se submeteram a triagem realizada pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania (Semasc). Dessas, 735 tiveram o cadastro aprovado, 32 ainda estão sendo analisados e 74 foram invalidados por inconsistência de informações.

O pagamento do auxílio é feito via Semasc, por meio do Banco do Brasil. Até o momento, a Prefeitura já repassou o benefício a 546 famílias, e até esta sexta-feira, dia 18, pretende contemplar outras 189 famílias.

“Estávamos precisando fazer esse diálogo, essa interlocução com o prefeito. Ouvimos sobre tudo que fez e ainda vai fazer por essas famílias. Somos realmente muito agradecidos, porque muito já foi feito. Ficamos felizes com a visita do prefeito que nos deu uma resposta positiva pela Prefeitura de Manaus”, contou a moradora Andréia Vieira de Brito.

 

Abrigos

Considerado um dos maiores incêndios urbanos da capital, a Defesa Civil Municipal contabilizou aproximadamente 400 moradias afetadas pelas chamas. Após o incêndio, as famílias foram acolhidas em abrigos. Atualmente, das mais de 700 famílias, 33 permanecem nesses locais.

Para garantir moradia digna às famílias, o prefeito Arthur Virgílio Neto anunciou a vontade de destinar parte dos apartamentos populares que estão em fase de construção no Conjunto Residencial Manauara II – Etapa A, situado no bairro Santa Etelvina, zona Norte, para essas pessoas que perderem suas casas.

“Reconhecemos o apoio e a dedicação desde o primeiro dia do incêndio e que não há como negar, porque o prefeito e a primeira-dama estavam lá, ajudando com alimentos e roupas. Só temos a agradecer à prefeitura. O esforço que estão fazendo para garantir as casas para as nossas famílias é muito importante”, ressaltou o autônomo Jorge Mauro Souza.

 

Outras mobilizações

Dando um show de solidariedade desde o início, pela primeira vez, a festa de Réveillon de Manaus teve caráter solidário. Com a participação de mais de 255 mil pessoas, os três pontos de evento totalizaram quatro toneladas de alimentos arrecadados.

E as ações em prol dessas famílias permanecem. As edições do projeto itinerante Prefeitura + Presente, que acontece duas vezes ao mês em várias zonas de Manaus, também arrecadam doações. Entre os serviços oferecidos gratuitamente a esse público, estão atendimentos médicos, emissão de documentos, dispensação de medicamentos, vacinação de pets, embelezamento, entre outros.

O pescador Olavo Cavalcante relembra que chegava do trabalho, quando percebeu que havia perdido tudo no incêndio, porém não perdeu a esperança. Ele que está em um dos abrigos destinados às vítimas, se consultou com o clínico geral, tirou outra via de seus documentos e ainda aproveitou para cortar o cabelo.

“Foi muito sofrimento, mas estou feliz com a preocupação das pessoas. Hoje, o médico me atendeu e me encaminhou para outra consulta na quarta-feira. No abrigo que estou, me atendem direitinho e agora só quero recomeçar”, afirmou o pescador.

 

Como doar

As doações ainda continuam e podem ser feitas diretamente na Casa Militar, na avenida Padre Agostinho Caballero Martin, nº 770, Compensa, zona Oeste, de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h.

Os interessados também podem doar através da Razão Social: Fundo Social de Solidariedade, CNPJ: 28.042.447\0001-42, agência Banco do Brasil: 3563-7, conta corrente: 9.703-9. O valor arrecadado neste canal de doação será direcionado para a aquisição de geladeiras e fogões, que também serão distribuídos às famílias.

Mais informações podem ser obtidas pelo número 0800 095 0421 ou consultadas por meio do site www.manaussolidaria.org.

 

Fotos: Arquivo / Semcom

Disponíveis em: https://flic.kr/s/aHsmx4y3bp