Ser solidário é um exercício diário de amor e generosidade

Ao contribuir para a melhora da nossa sociedade, há aquele sentimento único de plenitude. De saber que, de alguma forma, fomos capazes de mudar a vida de pessoas para melhor. É crucial enfatizar que, embora doações como bens duráveis ou perecíveis são necessárias para muitas pessoas, esta não é a única forma de cooperar para ações sociais. Oferecer seu tempo para tais ações como voluntário, abraçar, ouvir e conversar com quem precisa são exemplos de atos que fazem a diferença.

Como forma de agradecer às pessoas que, individual ou coletivamente, organizam atividades para angariar recursos e os destinam para o Fundo Manaus Solidária, ressalta-se Vanessa Sampaio, 42, gerente de formação da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel). Vanessa já participou de ações que tinham como objetivo amparar homens em situação de rua, embalou brinquedos para a “Semana da Criança”, em outubro deste ano, e ajudou a organizar o cineminha, atividade que faz parte do projeto Arte Comunidade.

Muitas vezes, somos motivados a praticar atos de caridade pelo carinho que temos por este tipo de trabalho. Para Vanessa, esse sentimento se atrela à sua vontade de fazer as coisas acontecerem, de se identificar com a dinâmica utilizada pelo Fundo Manaus Solidária para que as ações sejam impactantes na vida das pessoas. “Vejo amor na equipe do Fundo e um entusiasmo incrível. Não é fazer só por fazer, é fazer porque se ama, porque o coração pede. São ações cheias de muito afeto”, opina.

Para reafirmar que a doação de carinho pode fazer a diferença, Vanessa lembrou a ação do ‘Dia do Abraço’, realizada em 22 de maio deste ano, em que ocorreu um desfile pelo centro da cidade e distribuição de abraços grátis por servidores da Prefeitura de Manaus. “Nossa, eu saí de lá contagiada pela alegria, era possível perceber nos olhos de todos nós da equipe. Foi tão bom oferecer sorrisos e abraços a pessoas que disseram que nunca haviam recebido um abraço tão sincero”, conta.

Outra pessoa que merece destaque por suas ações solidárias destinadas ao Fundo Manaus Solidária, é Vládya Gondim, 32, gerente de políticas públicas da Semjel. Além das atividades da Semana da Criança, Vládya também participou do projeto Arte Comunidade e de ações em escolas para crianças com deficiências. “Nós da Semjel adoramos participar das ações sociais do Fundo. Quando chamam, logo nos prontificamos a ajudar. Não é só da boca pra fora, nós realmente gostamos”, diz.

Para Vládya é importante levar a vontade de praticar a solidariedade para todas as áreas da vida. Antes mesmo de contribuir com o Fundo, a servidora pública já participava de ações em hospitais infantis e em abrigos para crianças pela cidade. “Trabalhar com esse tipo de ação é algo que me encanta. Sempre procuro convidar conhecidos e amigos para colaborar como puderem”, afirma.

A campanha ‘Dia de Doar’

O ‘Dia de Doar’ é uma campanha que tem como objetivo mobilizar o Brasil inteiro para que a população apoie e doe, beneficiando milhares de organizações de cunho social. A campanha surgiu nos Estados Unidos em 2012, porém a iniciativa mostrou-se tão impactante que se estendeu por mais de 45 países participantes.

Texto: Nicole Baracho / Manaus Solidária

Foto: Karla Vieira / Manaus Solidária

Disponíveis em: https://flic.kr/s/aHsmwnctA8