Prefeitura faz sensibilização contra o Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes

Como tem acontecido desde o dia 16 deste mês, um dia após o lançamento da Campanha Municipal de Combate ao Abuso e Exploração do Trabalho Infantil e Sexual da Criança e do Adolescente, as equipes da Prefeitura de Manaus fizeram a sensibilização do público quanto ao tema durante as bandas de Carnaval de Manaus. Neste domingo, 24/2, as equipes da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) e do Fundo Manaus Solidária estiveram na Banda do Boulevard, onde distribuíram cerca de 6,5 mil ventarolas.

No material informativo, além dos endereços e dos números dos locais mantidos pela Prefeitura de Manaus que atendem a pessoas em situação de vulnerabilidade social, também há números para denúncias de crimes de abuso ou exploração sexual contra crianças e adolescentes. Conforme a secretária da Semasc, Conceição Sampaio, no Carnaval há uma concentração maior de pessoas e, assim, é possível passar a mensagem com maior ênfase e alcance.

“A determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto é aproximar cada vez mais a nossa prefeitura da nossa população. Todos nós somos responsáveis pela infância e pela juventude brasileira, então esse é o momento onde a Semasc e o Fundo Manaus Solidária estão unidos para mobilizar a sociedade e enfrentar o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes. O Carnaval termina, mas a luta é permanente e continuará nas escolas e nas comunidades. Precisamos estar de olhos bem abertos”, alertou.

Quanto aos números, a diretora do Departamento da Violência Contra a Mulher, Gecilda Albano afirma que todo ano o alcance de pessoas é maior que o esperado. “Quando saímos para as ruas numa campanha de Carnaval, nosso objetivo é alcançar um milhão de pessoas, e a gente alcança bem mais entre Manaus e os municípios interioranos. Nosso objetivo não é só distribuir a ventarola, mas sim levar a mensagem de que naquela ventarola tem a informação que o responsável precisa para fazer uma denúncia e resgatar uma criança que teve seu direito violado”, disse.

A campanha tem tido uma boa receptividade do público. “Agora mesmo uma mãe trouxe uma criança de 10 anos para a Banda, mas foi bloqueada na entrada. Nós localizamos o Conselho Tutelar para que a orientasse e ela voltou para casa”, comentou Gecilda.

Os números para denunciar casos de abuso sexual e exploração de trabalho infantil e de adolescentes são: 0800 092 6644, 100 e 0800 092 1407.

As ações da campanha continuam na semana que vem, no Desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial no Sambódromo, Parque Cidade da Criança e Bando do Baixa da Hégua (Educandos).

Texto: Nicole Baracho / Manaus Solidária

Fotos: Paulo César Mindicello / Manaus Solidária

Disponíveis em: https://flic.kr/s/aHsmvZPSvo