Prefeito sanciona leis que reduzem tamanho da máquina pública

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, consolidou a reforma administrativa que anunciou no início de junho, como forma de reduzir o tamanho da máquina administrativa e do custeio para enfrentar a queda de arrecadação provocada pela pandemia da Covid-19. A reforma, publicada em leis, está na edição 4.872 do Diário Oficial do Município de quarta-feira, 1º de julho, e implica na extinção de secretarias municipais, além de ajustes estruturais, que resultam na redução de 110 cargos, com uma economia de R$ 6,7 milhões com pessoal até o final do ano.