Prefeito e primeira-dama recebem fundador da Fazenda Esperança

Nesta terça-feira, 30, a Prefeitura de Manaus recebeu a visita dos representantes da Fazenda da Esperança. A visita aconteceu na Prefeitura Municipal de Manaus e contou com a presença do prefeito Arthur Virgílio Neto, a presidente e vice-presidente do Fundo Manaus Solidária, respectivamente, Elisabeth Valeiko e Mônica Santaella, e os representantes da Fazenda da Esperança, o Frei Nelson Hans Stepal e o Padre Vinicius Esch Gouvêa.

A visita teve como objetivo o debate sobre a construção de uma nova unidade da Fazenda da Esperança, em Manaus, voltada para o tratamento de jovens desamparados, dependentes químicos, vítimas do alcoolismo e/ou vírus HIV. A Fazenda da Esperança já faz este tipo de trabalho, porém voltado para adultos.

Como ideia inicial, foi sugerido que a unidade fosse construída em alguma propriedade já existente da Fazenda da Esperança, de forma a não isolar estes jovens e, sim, abrigá-los em um ambiente com espírito de família. Além disso, o prefeito Arthur Neto propôs organizar uma excursão com esses jovens para o novo Museu da Cidade de Manaus, localizado no Paço da Liberdade, de forma a “abrir uma avenida para o futuro”.  Como resposta, o Frei Hans Stepal afirmou que seria “uma ótima ideia”, uma vez que “o Amazonas tem uma missão muito especial para o mundo inteiro”.

A presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko, enfatizou a vontade de contribuir par a construção da unidade, pois “muitos jovens não têm oportunidade de tratamento e a sociedade trata com desleixo a doença da dependência química”. A presidente encerrou com a afirmação de que “precisamos dar amor, precisamos servir e doar”.

Fazenda da Esperança

É uma associação de fiéis presente em 24 estados do Brasil e 14 países, dentre eles: Portugal, Rússia, Argentina e Alemanha. A Fazenda da Esperança foi fundada em 1983 por Nelson Giovanelli e o frei franciscano Hans Stapel, com sede na cidade de Guaratinguetá no estado de São Paulo e contribui com o tratamento de dependentes químicos e alcoólatras, portadores do vírus HIV e crianças e adolescentes desamparados.

— — —

Texto: Nicole Baracho / Manaus Solidária

Fotos: Karla Vieira / Manaus Solidária

Disponíveis emhttps://flic.kr/s/aHsmsGXcsc