Organizações civis recebem repasse de R$ 6 milhões para projetos sociais

Trinta e três Organizações da Sociedade Civil receberam nesta quinta-feira, 26/12, R$ 6 milhões da Prefeitura de Manaus para aplicação em projetos sociais. O repasse dos recursos, na ordem de até R$ 190 mil, para cada uma das selecionadas pelo Edital do Fundo Manaus Solidária, foi realizado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto e a presidente do órgão, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, em evento no auditório Isabel Victória de Mattos Pereira do Carmo Ribeiro, na sede da prefeitura, bairro Compensa, zona Oeste.

“Esse é nosso segundo edital, um desejo imenso nosso. O Fundo Manaus Solidária tem trabalhado especialmente com as instituições menores para dar apoio e viabilizar que possam andar só. Entendemos isso nesses dois anos de trabalho: ajudar quem quer ajudar o outro. Agradeço às instituições, aos parceiros e minha gratidão ao prefeito Arthur, que incentiva ações como essa”, disse Elisabeth Ribeiro durante a solenidade que também contou com representantes das organizações.

“O grande mérito do Fundo Manaus Solidária foi ter dado a essas pequenas organizações condições para se regularizarem e serem grandes, ampliando o trabalho da assistência social. Tem muita gente que precisa e nosso governo tem sensibilidade para isso”, disse o prefeito Arthur. “Meu sonho é um país onde as pessoas respeitem crianças, idosos, pessoas que se sintam ameaçadas, enfim. Estamos fazendo nossa parte e tenho esperanças que outros façam também. Isso é urgente”, completou.

Neste segundo edital do Fundo Manaus Solidária concorreram 79 organizações sociais, das quais 33 foram consideradas aptas a celebrar o termo de fomento. As Organizações da Sociedade Civil poderão desenvolver projetos de até R$ 190 mil, cada, nas áreas de qualificação e geração de renda; inclusão social de crianças e adolescentes; de jovens e adultos; de idosos; de pessoas com deficiência e defesa de direitos humanos no âmbito do município.

“Nosso projeto será na atenção social básica em um bairro afastado, com trabalhos como a implantação de uma horta, música, línguas, falar da importância do pré-natal, culinária, vai ser uma casa toda voltada para isso”, disse a diretora do Lar Batista Janell Doyle, Magaly Araújo, sobre o projeto “Fábrica de Sonhos”, que compreende a inclusão de crianças do bairro Mauazinho, com arte, educação e cultura, contemplado pelo edital.

Outro projeto contemplado é do abrigo Nacer, no bairro Parque Dez, sob o lema “Cuidando do futuro”, que atende crianças cujos direitos foram violados, dando proteção e tendo como uma das bandeiras a segurança alimentar. O projeto aprovado no edital abrande a ampliação e adequação da cozinha comunitária do espaço para atender até 180 crianças.

“Esse recurso vai nos ajudar a aprimorar o serviço que oferecemos e também o projeto ‘Chefe Júnior’, onde as crianças aprendem, de forma criativa e nutritiva, com nossa chef de cozinha voluntária, a introdução de verduras e alimentos que eles não aceitam tão bem e, assim, ganhar peso e atingir nosso objetivo que é combater a desnutrição”, explicou o diretor do abrigo, Cleslley Rodrigues.

O 2º Edital de Fomento do Fundo Manaus Solidária foi realizado em setembro deste ano e hoje foram entregues seis cheques para as primeiras colocadas em cada um dos eixos, representando simbolicamente todas as demais OSCs que serão contempladas com esses recursos.

— — —

Texto – Jacira Oliveira / Semcom e Assessorias

Fotos – Alex Pazuello / Semcom e Karla Vieira / Fundo Manaus Solidária

Opções disponíveis em:

https://flic.kr/p/2i5FXS6

https://flic.kr/p/2i5EV3j

https://flic.kr/p/2i5FXDf

https://flic.kr/p/2i5FWtE

https://flic.kr/p/2i5FW7x

https://flic.kr/s/aHsmKhPxUQ