Oficina Sabor Solidário atende cozinha comunitária do Santo Agostinho

A Prefeitura de Manaus realizou, por meio do Fundo Manaus Solidária, o projeto Oficina Sabor Solidário, na tarde desta quinta-feira, 28/11, na Cozinha Comunitária do Santo Agostinho, zona Oeste da cidade. A iniciativa busca oferecer oportunidade de empreendedorismo aos profissionais de restaurantes comunitários e microempreendedores que trabalham com culinária.

As oficinas são comandadas por chefs renomados da cidade e realizadas nas cozinhas mantidas pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc). Participando pela primeira vez do projeto, a chef Luciene Lima, do restaurante Belle Époque, preparou a receita do “Escondidinho de peixe com banana”, prato que foi escolhido por conta dos ingredientes regionais e de fácil acesso.

“Foi um convite bastante inusitado. Estava nervosa no início, mas depois que começamos a cozinhar isso passou. Fiquei muito honrada, porque estou na frente de vários chefs de cozinha, onde mesmo preparando receitas caseiras, todos possuem o seu estilo e um talento imenso. Dá para sentir que eles cozinham com carinho e isso é importante”, afirmou a chef, que trabalha no restaurante Belle Époque há quatro anos.

Diariamente, no local, são servidas uma média de 200 refeições destinadas a pessoas em situação de rua ou de vulnerabilidade social, e o projeto dá a oportunidade para que os profissionais da cozinha comunitária possam aprimorar suas técnicas e ampliar o conhecimento gastronômico. Além disso, os participantes poderão demonstrar tudo o que aprenderam durante os “Almoços Solidários”, que serão realizados durante o mês de dezembro.

Raimunda Farias diz ter aprendido bastante durante a oficina. “Foi uma ótima experiência. Só conhecia o escondidinho feito com outras proteínas, mas agora aprendi a preparar com o pirarucu, o que me deixou muito feliz. Estou ansiosa para colocar em prática tudo o que aprendi hoje”, afirmou a cozinheira do local.

A secretária da Semasc, Conceição Sampaio, acompanhou a oficina e ressaltou a importância de iniciativas como essa. “Existem seis cozinhas comunitárias em Manaus, que contemplam até 1.200 pessoas todos os dias, então é importantíssimo olharmos para esses locais. Felizmente, esse é um olhar que o prefeito Arthur Virgílio Neto possui, possibilitando que as pessoas que trabalham aqui possam trocar conhecimento com os chefs convidados, melhorando cada vez mais a qualidade do serviço oferecido”, destacou.

Solidariedade

O projeto faz parte da programação do “Natal do Abraço”, campanha realizada pela Prefeitura de Manaus há três anos, que consiste em ações para fortalecer os bons sentimentos que florescem nesta época do ano, por meio da solidariedade.

“O Natal do Abraço diz muito sobre cuidado, carinho, atenção, oportunidade. Com a oficina Sabor Solidário nós proporcionamos tudo isso, de modo especial, oportunidade. O Sabor Solidário qualifica, entusiasma ao empreendedorismo e também permite ter acesso a um conhecimento que ninguém tira. Além de ser repassado de forma gratuita, solidária. Todo mundo ganha. Esse é o espírito do Natal e é essa singeleza de gestos que tornam essa data tão especial”, afirmou a presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro.

Ainda este ano, outros chefs também participarão da Oficina Sabor Solidário, entre eles André Parente, da Cachaçaria do Dedé, que vai preparar Pastéis Sabor Manaus; Selma Reis, do Zefinha Amazonas, vai ensinar como fazer o Bolo do Amor.

— — —

Texto – Daniel Brito / Fundo Manaus Solidária

Fotos – Karla Vieira / Fundo Manaus Solidária

Disponíveis em – https://flic.kr/s/aHsmJFaEPg