A Prefeitura de Manaus liberou na última sexta-feira, 11 de janeiro, a ordem de pagamento do Auxílio Aluguel para 546 famílias desabrigadas pelo incêndio no Educandos, que tiveram seus cadastros aprovados pela triagem. O prefeito Arthur Virgílio Neto e a presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, conversaram com as vítimas durante a entrega de roupas e alimentos.

Até as 14 horas do dia 11 de janeiro, quase 300 famílias já haviam recebido a ordem de pagamento na Agência de Desenvolvimento Local (ADL/Cajual), no Morro da Liberdade. Ao todo, 735 famílias tiveram cadastro aprovado para receber o benefício e as primeiras contempladas apresentaram todos os requisitos necessários para o recebimento do Auxílio Aluguel, feito via Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), por meio do Banco do Brasil. Além do auxílio, as doações de kits de higiene pessoal e alimentos vão continuar sendo entregues pela prefeitura.

As 841 famílias cadastradas por conta do incêndio, foram submetidas à triagem, a fim de combater fraudes no processo de entrega de benefícios às vítimas. Desse total, 74 tiveram seus cadastros invalidados, por apresentarem inconsistência nas informações fornecidas, e 735 famílias estão aptas a receber o benefício do Auxílio Aluguel, que foi garantido pelo prefeito Arthur Virgílio Neto. Outros 32 cadastros ainda estão em análise.

As famílias que estão regularizadas e que já receberam a ordem de pagamento têm até o dia 23 de janeiro para irem até o Banco do Brasil para receber o benefício. Parte dos apartamentos populares do Residencial Cidadão Manauara 2, que ainda está em fase de construção no bairro Santa Etelvina, na zona Norte, serão destinados às famílias atingidas pelo incêndio do Educandos.

Nos próximos dias, o Auxílio Aluguel, benefício social a vítimas de calamidade, será repassado pela prefeitura a 735 famílias atingidas pelo incêndio do Educandos, no dia 17 de dezembro. Um rigoroso trabalho de visitação, entrevistas e cruzamento de dados reunidos na Operação SOS Enchente 2018, Cadastro Único, Auxílio Aluguel já pago pelo município e avaliação individual das fichas, permitiu a identificação de 74 tentativas de fraude no preenchimento do cadastro. Outras 32 famílias estão com seus cadastros em fase de análise