Notícias

Prefeitura de Manaus entrega materiais esportivos e musicais para organizações da sociedade civil

A Prefeitura de Manaus, por meio do Fundo Manaus Solidária, entregou essa semana, um montante de R$ 300 mil em materiais permanentes, esportivos e musicais para organizações da sociedade civil que foram contempladas no edital 004/21 do FMS. As entregas aconteceram em três instituições na cidade de Manaus.

Para o presidente do Fundo Manaus Solidária, Emerson Castro, as entregas são um marco para a cidade de Manaus, pois muitas instituições estão recebendo pela primeira vez, recursos públicos. “Temos associações que estão participando pela primeira vez, de um edital público. E essa ação irá mudar muitas vidas e a Prefeitura de Manaus, trabalha cada vez mais para ampliar esse número”, afirma.

Atletas do Brazilian Jiu-jitsu, academia que funciona no bairro da Nova Cidade, zona norte de Manaus, receberam 50 kimonos novos para a prática do esporte. A associação tem como objetivo atender jovens em situação de vulnerabilidade social, por meio da luta esportiva e cultural. “Nós atendemos crianças a partir de 5 anos até adulto. O esporte é uma ferramenta de inclusão social e todas as práticas que aqui ensinamos é para formar cidadãos do bem para que no futuro possamos ter disciplina e respeito”, afirma Octavio Augusto, presidente da academia.

Para o senhor José Oliveira, pai da atleta Letícia de 16 anos, é muito bom ver sua filha não só tendo disciplina no esporte e no dia-a-dia, e sim um bom rendimento na escola. “A Lelê está aqui desde o ano passado e prática diariamente o jiu-jitsu. Desde que ela entrou aqui, o rendimento escolar dela melhorou pois é uma das exigências para continuar nos treinos. É muito bom ver a evolução dela”, afirma.  Letícia Oliveira já participou do campeonato Brasileiro de jiu-jitsu, em São Paulo.

 

Materiais permanentes

O instituto Transformando Vhidas, que trabalha com crianças e adolescentes que vivem com HIV/AIDS, recebeu materiais permanentes como uma bancada de inox para o preparo de alimentos e instrumentos musicais que irão melhorar a oficina de música que eles oferecem. “Todo o material que estamos recebendo hoje, do projeto Transformando Vhidas, vai atender 70 famílias por meio de palestras e oficina de música, e assim melhorar seus tratamentos por meio da socialização”, diz a  coordenadora da Casa Vhida, Herika Amorim.

A associação Raio de Esperança, localizada no bairro Dom Pedro, recebeu materiais como computador e impressora e irá melhorar o  atendimento psicossocial.  “Os equipamentos adquiridos irão atender cerca de 70 pessoas, entre crianças, jovens e adultos. São vidas sendo transformadas”, afirma a presidente do instituto, Maria da Glória Santos.