Com garantias do Governo Federal, prefeito reúne secretariado e define ações prioritárias às vítimas do incêndio no Educandos

O prefeito Arthur Virgílio Neto se reuniu com os secretários municipais envolvidos no atendimento às famílias vítimas do incêndio ocorrido no bairro Educandos, na noite desta segunda-feira, 17/12. Entre as possibilidades estudadas está, segundo ele, ceder parte do Conjunto Residencial Manauara II – Etapa A para pessoas que perderam suas casas.

“A solidariedade é essencial e ela está vindo. Temos medidas paliativas como o aluguel social de seis meses, prorrogado por mais seis meses. E estudamos medidas definitivas como, por exemplo, ceder parte do Manauara 2 etapa A para as pessoas que perderam as suas casas”, comentou o prefeito durante a reunião que acontece na sede da Prefeitura de Manaus, no bairro Compensa, zona Oeste.

Da reunião, o prefeito seguiu para a sede da Casa Militar, próximo à prefeitura, onde estão sendo recebidas doações diversas para ajudar as famílias vítimas do incêndio e fala ao vivo sobre as medidas anunciadas.

Antes disso, Arthur publicou em uma rede social que falou com o presidente Michel Temer, de quem ouviu garantias de apoio. “Falei cedo com o presidente Michel Temer e estamos trabalhando recursos federais para o enfrentamento da tragédia gerada pelo incêndio do Educandos. Aguardo a solidariedade do presidente eleito Jair Bolsonaro, porque as consequências sociais ultrapassarão a transição de um mandatário para outro”, publicou.

“Minha solidariedade às famílias vítimas do incêndio em Manaus. Falei com o prefeito Arthur Virgílio e coloquei o Governo Federal à disposição”, também publicou o presidente Michel Temer, em seu perfil no twitter, às 10h44 da manhã, horário de Brasília.

Atendimento

Desde as primeiras horas desta segunda-feira, uma força-tarefa da Prefeitura de Manaus atua no cadastro e triagem das famílias no local do incêndio. Foi montado um posto ao lado da Igreja Batista Constantinópolis, na avenida Leopoldo Pérez, número 419, bairro de Educandos, para identificação e orientação para emissão de documentos como certidão de nascimento e coleta de doações para donativos e roupas.

 

Foto: Alex Pazuello/Semcom.