Campanha #ManausSolidária recebe doação de 27 mil máscaras de tecido

Prefeitura de Manaus recebeu nesta quarta-feira, 22/7, um total de 27 mil máscaras de tecido, do Instituto Rede Mulher Empreendedora (Irme), que aderiu à campanha #ManausSolidária. A doação é fruto do projeto “Heróis Usam Máscaras”, que gera renda para costureiras, Organizações Não Governamentais (ONGs) e fornecedores, com a produção de 10 milhões de máscaras, iniciativa de auxílio no enfrentamento à Covid-19, que tem como apoiadores o Bradesco, o Itaú e o Santander, com a concepção do Instituto BEI.

“Essa entrega é muito importante, de um lado nós tivemos a distribuição de renda, para que as costureiras produzissem as máscaras, e do outro lado a população, que vai receber a doação. Seguindo as orientações do prefeito Arthur Virgílio Neto, continuamos na luta contra esse inimigo poderoso e invisível, até que nenhum caso seja mais registrado em Manaus. As máscaras recebidas pelo Fundo Manaus Solidária, presidido pela primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, serão doadas para pessoas em vulnerabilidade, que poderão se proteger da maneira correta”, destacou o prefeito interino Rafael Albuquerque, que é procurador-geral do município.

Apesar da diminuição do número de casos confirmados do novo coronavírus na cidade de Manaus, o Fundo Manaus Solidária continua com o trabalho de arrecadação de doações de alimentos e kits de higiene. “Essa parceria muito me sensibilizou, porque envolve mulheres, saúde, economia, proteção, oportunidade e solidariedade. Ela tem a marca da Prefeitura de Manaus, o amor e a responsabilidade do Fundo Manaus Solidária. Só tenho a agradecer a todos as pessoas, às costureiras e às instituições, que permitiram essa doação. É imprescindível que continuemos a colaborar, a fazer a nossa parte no enfrentamento à Covid-19”, disse a presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro, que contraiu a infecção causada pelo novo coronavírus, está em fase final do tratamento e deve retornar às suas atividades na próxima semana.

O Instituto Rede Mulher Empreendedora, gestora do projeto, está coordenando o trabalho com ONGs de mulheres costureiras para a produção das máscaras. As máscaras sociais serão distribuídas para pessoas em situação de vulnerabilidade social, Organizações da Sociedade Civil (OSCs), para beneficiários com cestas básicas doadas pelo Fundo Manaus Solidária e servidores municipais.

O projeto está presente em mais de 20 Estados, entre Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul.

Para o diretor regional do banco Bradesco, um dos apoiadores da iniciativa, a prevenção contra o coronavírus deve continuar a ser adotada pela população. “Para o Bradesco é uma felicidade muito grande poder proporcionar não só a distribuição das máscaras em si, mas a distribuição de renda para aquelas pessoas que a fabricam. A gente sabe a importância da prevenção nessa fase e não temos a mínima dúvida que esse vírus ainda vai perdurar por algum tempo, então temos que manter nossa prevenção e o Bradesco está ajudando para evitar que a doença se alastre”, relatou André Vital.

Segundo estudos médicos, o uso das máscaras de proteção, mesmo por quem não está infectado – e especialmente pelos que não sabem que estão ou são assintomáticos – é medida importante para reduzir os níveis de contaminação pelo novo coronavírus. As máscaras doadas foram fabricadas por costureiras da instituição Obras Sociais do Centro Espírita Eurípides Barsanulfo, no bairro Novo Aleixo, zona Norte.

“É muito prazeroso poder colaborar com a prevenção e oferecer uma renda para as famílias que a nossa obra social atende. A confecção das máscaras levou cerca de dois meses, envolvendo 46 costureiras da nossa comunidade. São 27 mil unidades que vão ajudar mais pessoas a não proliferar mais o vírus”, contou a vice-presidente da instituição, Camila Gabriel.

Irme

O Instituto Rede Mulher Empreendedora, criado em 2017, é uma organização sem fins lucrativos com foco em causas sociais, políticas públicas e mulheres em situação de vulnerabilidade social. Atua fomentando a geração de renda da mulher, por meio do empreendedorismo e empregabilidade; desenvolve projetos e capacitações para mulheres em todo o Brasil, seu principal objetivo é ajudar as mulheres a conseguir autonomia sobre suas vidas e seus negócios.

Fotos – Karla Vieira / Manaus Solidária e Alex Pazuello / Semcom

Disponíveis em – https://flic.kr/s/aHsmPzJc2Z

https://flic.kr/s/aHsmPzyqAw