‘Caminhada das Vitoriosas’ marca encerramento simbólico da campanha de combate ao câncer de mama e de colo

O Complexo Turístico Ponta Negra recebeu, no fim da tarde e início da noite desta quarta-feira, 25/10, a Caminhada das Vitoriosas. O evento, que contou com o ânimo das participantes, encerrou simbolicamente a programação do movimento Outubro Rosa, que teve como madrinha a primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária (FMS), Elisabeth Valeiko.

Promovido pela ONG Centro de Integração Amigas da Mama (Ciam), em parceria com a Rede Feminina de Combate ao Câncer no Amazonas, em Manaus as atividades de conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce tiveram o apoio da Prefeitura de Manaus e da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon).

Na Ponta Negra, em frente ao anfiteatro, as participantes tiveram aulas de zumba, atividades físicas, além de sorteios de mamografias antes de darem início à Caminhada das Vitoriosas, que contou com a participação de mulheres que foram acometidas por câncer e que venceram a doença.

Uma das vitoriosas é Socorro Lima, 55, que teve câncer de mama e há dois anos está em controle da doença. “Para mim, é motivo de muita alegria vir aqui e participar de um momento como este, em que comemoramos a vitória sobre esta doença. Não é fácil, não foi fácil, mas deu tudo certo e eu posso estar aqui festejando esta vitória e usar a minha causa para chamar atenção para este problema que pode ser minimizado com o diagnóstico precoce”, declarou.

A vice-presidente do FMS, Mônica Santaella, ressaltou a importância dos exames de rotina, uma vez que são eles que podem revelar o diagnóstico precoce da doença. A caminhada, segundo Mônica, é mais uma forma de sensibilizar a população sobre uma causa que não tem apenas um mês, mas que deve ser observada em todos os meses do ano.

“Essa caminhada é um simbolismo, é mais uma forma de mostrar que a mulher pode sim vencer o câncer, mas desde que ela se conscientize de que precisa fazer seus exames regularmente. Estou muito feliz de estar aqui representando o prefeito Arthur Neto e a primeira-dama, Elisabeth Valeiko, que este ano é a madrinha da campanha. Tivemos um mês de muitas atividades para alertar sobre a importância do diagnóstico precoce para que se tenha a chance de vencer essa doença que ainda atinge muitas mulheres no mundo. Que sejamos multiplicadores dessa mensagem”, destacou.

A Caminhada das Vitoriosas foi iniciada há dez anos pela presidente do Centro de Integração Amigas da Mama (Ciam), Joana Massulo, que há mais de 20 anos venceu o câncer de mama e, hoje, é uma ativista das causas relacionadas à doença no Estado.

Estimativas

Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) dão conta de que, a estimativa para o biênio 2016-2017 é de que 600 mil novos casos de câncer sejam registrados no Brasil. Entre os mais comuns estão o de mama (28,1%), intestino (8,6%), colo do útero (7,9%), pulmão (5,3%) e estômago (3,7%). No Amazonas, o tipo mais frequente é o de colo de útero, causado pelo HPV (Human Papiloma Vírus).

A melhor forma de prevenção do câncer de mama é o autoexame e a mamografia, exame que deve ser realizado bienalmente em pacientes acima de 40 anos. Já para o câncer no colo de útero, atualmente, a maneira mais eficaz de prevenção é a vacina contra o HPV, indicada para os adolescentes, além do exame preventivo para mulheres que já iniciaram a vida sexual.

Texto: Michele Gouvêa

Fotos: Karla Vieira